PATROCINADORES

CoronaVac teve eficácia geral de 50,4% em estudo no Brasil

O Instituto Butantan divulgou nesta terça-feira (12) que a CoronaVac, vacina contra o novo coronavírus desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac, teve eficácia geral de 50,4% nos estudos realizados no Brasil. O dado leva em conta todos os voluntários que foram infectados pela doença e considera a capacidade de o imunizante proteger em todos os casos (assintomáticos, leves, moderados ou graves). A taxa está acima dos 50% requeridos universalmente para considerar uma vacina viável. A eficácia de 78%, informada na semana passada antes do pedido junto à Anvisa para uso emergencial no país, trata de um recorte para voluntários que manifestaram sintomas leves e precisaram de atendimento médico. “Essa vacina tem segurança, tem eficácia, e todos os requisitos que justificam o uso emergencial”, afirmou em coletiva o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas. “Temos uma vacina que consegue controlar a pandemia através desse efeito esperado que é a diminuição da intensidade da doença clínica”, acrescentou o diretor de pesquisa do instituto, Ricardo Palácios.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + 10 =