PATROCINADORES

Como os europeus ensaiam sair do isolamento

Aos poucos alguns países da Europa tentam sair do confinamento obrigatório exigido para conter a pandemia de coronavírus. Dinamarca, Itália, Alemanha e Espanha, onde o contágio está em queda, começaram a aliviar medidas restritivas. Cada um adotou soluções próprias.

Na Espanha, a indústria e a construção civil voltaram à atividade. O governo distribui 10 milhões de máscaras nos serviços de transporte. Lojas, bares e espaços públicos continuarão fechados e o confinamento geral segue até maio.

Na Itália, o lockdown segue até 3 de maio. Negócios, como livrarias e lojas de roupas infantis, podem abrir as portas, mas a indústria segue parada. Um dos primeiros países a adotar o confinamento em massa, na Dinamarca as aulas recomeçaram na quarta-feira (15) para alunos até 15 anos. Na Áustria e República Tcheca, mercados e farmácias foram autorizados a reabrir, mas todos devem usar máscaras.

Na Alemanha, que conteve a pandemia com relativo sucesso, a reabertura será determinada por autoridades regionais, desde que algumas regras sejam seguidas. Comércios não essenciais poderão reabrir, a partir de 20 de abril, mas o isolamento seguirá até 3 de maio. As escolas reabrirão em 4 de maio para os alunos vão fazer os exames nacionais.

No Reino Unido, que soma quase 14 mil mortos, o lockdown segue pelo até até meados de maio.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.