Document
PATROCINADORES

China parabeniza Biden por vitória; Bolsonaro ainda despista

O Ministério das Relações Exteriores da China parabenizou nesta sexta-feira (13) o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, e a vice-presidente eleita do país, Kamala Harris. “Respeitamos a escolha do povo americano. Ampliamos as congratulações ao senhor Biden e à senhora Harris”, disse Wang Wenbin, porta-voz do ministério chinês.

Agora, com Donald Trump sustentando a narrativa de fraude e sem ter ainda reconhecido a derrota, só Brasil, Rússia, México e Coreia do Norte não se manifestaram sobre o resultado do pleito. O presidente Jair Bolsonaro tem evitado comentar diretamente o assunto. Na noite de quinta-feira (12), em conversa com simpatizantes na entrada do Palácio da Alvorada, Bolsonaro perguntou a opinião deles sobre as eleições americanas. Um apoiador disse que estava triste pela derrota de Trump. “Mas já acabou, já acabaram as eleições?”, replicou o presidente.

A revista Época aponta que o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, tentou convencer Bolsonaro a parabenizar Biden pela vitória. O presidente, no entanto, preferiu adotar o silêncio, postura sugerida por seu filho Eduardo Bolsonaro e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.