Document
PATROCINADORES

Caboclo é afastado da presidência da CBF

O conselho de ética da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) afastou Rogério Caboclo (imagem) da presidência por 30 dias. A decisão aconteceu neste domingo (6), após uma reportagem do Globo Esporte revelar que uma funcionária o acusou de assédios sexual e moral. Ele nega as acusações. O vice, Antônio Carlos Nunes, assume o cargo durante o período de afastamento.

Além da denúncia acima, ele é pressionado por patrocinadores e pelo Planalto pela realização da Copa América no Brasil. Ele sairá em meio ao atrito com Tite. Caboclo prometeu a demissão do técnico ao presidente Jair Bolsonaro, após o descontentamento de Tite em colocar os jogadores em campo durante o agravamento da pandemia no país.

A decisão sobre demissão de Tite fica sob responsabilidade de Nunes.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.