Document
PATROCINADORES

“Brasil não vai negociar com Maduro”, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta sexta-feira (3) que o ditador Nicolás Maduro não deixará o poder sem o envolvimento direto dos generais venezuelanos. Bolsonaro afirmou que há “fissuras” na base das Forças Armadas do país vizinho, mas que a saída de Maduro depende que o movimento atinja o topo. “A gente espera que essa fissura que está na base do Exército vá para cima. Não tem outra maneira. Se você não enfraquecer o Exército da Venezuela, o Maduro não cai”, comentou. Bolsonaro descartou enviar um emissário para negociar um acordo com o ditador. “Acho que não tem o que conversar com ele. O que queremos, no meu entender, ele não vai querer”, explicou o presidente.

Por que é importante

A oposição na Venezuela, liderada por Juan Guaidó, lançou uma nova ofensiva nesta semana para tentar derrubar o ditador Nicolás Maduro

Quem ganha

A barbárie. Os protestos contra o ditador foram reprimidos com violência, deixando ao menos cinco pessoas mortas

Quem perde

O povo venezuelano, que espera uma saída definitiva para a crise no país

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.