PATROCINADORES

Braga Netto terá que explicar à Câmara a nota ameaçadora das Forças Armadas

Foi aprovado um requerimento do deputado Elias Vaz (PSB-GO) na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara convocando o ministro da Defesa, Walter Braga Netto (imagem). Ele deverá explicar o tom de ameaça da nota emitida pelos comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica em 7 de julho, contra o trabalho da CPI da Pandemia no Senado.

A carta afirma que as Forças Armadas não aceitariam ataques levianos às instituições que defendem a democracia e a liberdade do povo brasileiro. O que motivou a reação militar foi a declaração do presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM): “O Brasil não via [há anos] membros do lado podre das Forças Armadas envolvidos com falcatrua dentro do governo”.

“Não vamos aceitar intimidação ao trabalho parlamentar de fiscalização de agentes públicos. A lei é para todos, doa a quem quer. O papel das Forças Armadas e do Ministério da Defesa não é tentar esconder irregularidades e atacar quem investiga corrupção, mas sim identificar e responsabilizar quem comete crime”, afirmou o deputado Vaz. O requerimento foi endossado por parlamentares de diferentes espectros políticos: Kim Kataguiri (DEM-SP), Léo de Brito (PT-AC), José Nelto (Podemos-GO), Padre João (PT-MG) e Hildo Rocha (MDB-MA).

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.