Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Bolsonaro pede “humildade”, mas descarta demitir Mandetta agora

Bolsonaro pede “humildade”, mas descarta demitir Mandetta agora

O presidente Jair Bolsonaro mostrou mais uma vez que não está completamente satisfeito com o trabalho do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Em entrevista à rádio Jovem Pan, Bolsonaro disse que está se “bicando há algum tempo” com o ministro e que ele precisa “ouvir um pouco mais o presidente da República” para tomar as decisões. “O Mandetta quer fazer muito a vontade dele. Pode ser que ele esteja certo. Pode ser. Mas está faltando um pouco mais de humildade para ele, para conduzir o Brasil neste momento difícil que encontramos e que precisamos dele para vencer essa batalha”, afirmou. Apesar do descontentamento, Bolsonaro indicou que não cogita tirar Mandetta da pasta da Saúde “no meio da guerra”, mas destacou que que “nenhum ministro é indemissível”. Bolsonaro voltou a defender a retomada das atividades e sinalizou que pode determinar a reabertura do comércio via decreto. “Se na semana que vem, se não começar a ter uma volta gradativa, vou ter que tomar uma decisão”, completou.

Envie seu comentário

9 − 8 =