PATROCINADORES

Bolsonaro irritado com os pedidos do “cercadinho”

O presidente Jair Bolsonaro não usa mais o “cercadinho” do Palácio Alvorada para dar declarações bombásticas à imprensa. Essa mudança de comportamento, inclusive, gerou uma nova fase no governo, a de uma certa estabilização política. Mas isso não quer dizer que Bolsonaro tenha desistido de fazer uma paradinha diária no local e confraternizar com seus apoiadores.

Segundo reportagem de O Globo, no entanto, o presidente está começando a se irritar com o ritual, pois acaba ouvindo sempre os mesmos questionamentos ou até pedidos inusitados. Um exemplo disso ocorreu na última segunda-feira, quando o presidente ouviu de um seguidor , não pela primeira vez, que havia criado uma fórmula para acabar com o desemprego. “Todo o dia falando aqui em acabar com o desemprego. Não dá para conversar. Se todo mundo quiser falar comigo, vou montar escritório, botar uma escrivaninha aqui para atender todo mundo”, disse.

Em outra ocasião, recebeu a queixa de uma senhora que lhe pedia ajuda para reabrir sua lotérica, fechada por um desentendimento com o ex-marido. Bolsonaro reagiu com uma negativa. “É uma briga particular. Não posso encaminhar um caso particular. Se fosse de interesse de vários lotéricos, encaminharia”, respondeu.

Por que é importante

O "cercadinho" do Alvorada foi palco do surgimento de várias crises políticas

Quem ganha

O presidente, caso se preserve mais e frequente menos o local, pois perceberá que suas declarações ganharão mais peso na imprensa

Quem perde

A claque bolsonarista, que perderá um momento de conversa direta com o presidente

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 2 =