PATROCINADORES

Bolsonaro exonera diretor-geral da PF; saída de Moro é incerta

Maurício Valeixo não é mais diretor-geral da Polícia Federal. A exoneração dele, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, foi publicada na edição desta sexta-feira (24) do Diário Oficial da União. Na quinta-feira (23), ao saber da mudança no comando da PF, o ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) avisou Bolsonaro que deixaria o governo. A demissão de Moro, no entanto, ainda era incerta. A permanência dele no cargo era negociada nos bastidores. Valeixo foi escolhido por Moro para chefiar a PF por conta de sua atuação na Operação Lava-Jato. Entre outras ações, ele coordenou a prisão do ex-presidente Lula. O nome do substituto não foi definido.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.