Document
PATROCINADORES

Bolsonaro desautoriza Pazuello e diz que país não vai comprar vacina da China

Em mensagem enviada a ministros e respostas a apoiadores, o presidente Jair Bolsonaro sinalizou que o governo não deve aprovar a compra da vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech. “Alerto que não compraremos vacina da China. Bem como meu governo não mantém diálogo com João Doria (governador de São Paulo) sobre covid-19”, escreveu Bolsonaro a seus auxiliares. A informação foi revelada nesta quarta-feira (21) pelo site Poder360. A orientação do presidente contraria o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que assinou na terça-feira (20) um protocolo de intenções para a aquisição de 46 milhões de doses da CoronaVac por R$ 1,9 bilhão. Ao ser questionado por um seguidor no Facebook sobre a iniciativa de Pazuello, Bolsonaro reforçou a posição contrária. “Não será comprada”, afirmou. Em sua página na rede social, o presidente confirmou a intenção de barrar um possível acordo. “Não se justifica um bilionário aporte financeiro num medicamento que sequer ultrapassou sua fase de testagem”. O imunizante tem sido produzido no Brasil em parceria com o Instituto Butantan. A postura do presidente pode ser explicada pelo fato de a vacina estar ligada ao governo Doria.

https://www.facebook.com/jairmessias.bolsonaro/posts/2146049442210697

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.