PATROCINADORES

Bolsonaro defende portaria que expulsa estrangeiros

Em evento no Rio de Janeiro, o presidente Jair Bolsonaro defendeu a portaria publicada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que permite a deportação sumária de estrangeiros considerados “perigosos.” Bolsonaro, porém, negou que a medida tenha ligação com o jornalista americano Glenn Greenwald, um dos fundadores do site The Intercept Brasil, que divulgou diálogos entre Sergio Moro e procuradores da Lava Jato em Curitiba, como Deltan Dallagnol.

“Pelo que o Moro falou comigo, ele tem carta branca, né, eu teria feito um decreto. Tem que botar pra fora mesmo, quem não presta tem mandar embora. Não tem nada a ver com o caso desse Green-não-sei-o-quê aí (Glenn Greenwald), nada a ver com o caso dele. Tanto é que não se encaixa nessa portaria o crime que ele está cometendo. Até porque ele é casado com outro homem e tem meninos adotados no Brasil. Malandro, pra evitar um problema desse, casa com outro malandro ou não casa, ou adota criança no Brasil”, afirmou Bolsonaro.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + 8 =

Pergunte para a

Mônica.