Document
PATROCINADORES

Bolsonaro confirma recondução de Aras à PGR ignorando lista tríplice

A recondução de Augusto Aras (à direita) ao cargo de procurador-geral da República foi oficializada por meio de um despacho publicado nesta quarta-feira (21) no Diário Oficial da União. O presidente Jair Bolsonaro (à esquerda) havia anunciado a decisão ontem (20). Aras será sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Se aprovado novamente, sua indicação será votada no plenário. Seu atual mandato se encerra em setembro. Se confirmado, ficará na PGR até 2023.

Com a indicação, o presidente ignora a lista tríplice do Ministério Público Federal (MPF), que apresentou como opções os subprocuradores Mario Bonsaglia, Luiza Frischeisen e Nicolao Dino. A decisão gerou reação. A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) afirmou que a decisão de Bolsonaro fragiliza o MPF. Vale destacar que a lista não tem força legal e não precisa ser seguida pelo presidente, mas era uma prática adotada pelos antecessores de Bolsonaro.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.