PATROCINADORES

Bolsonaro adia demissão de Mandetta, diz site; Osmar Terra segue cotado

Não se confirmaram os rumores de que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, seria demitido pelo presidente Jair Bolsonaro nesta segunda-feira (6). De acordo com o site da revista Veja, a decisão foi revista graças aos militares, como os ministros Walter Braga Netto, da Casa Civil, e Luiz Eduardo Ramos, de Governo. Eles teriam convencido o presidente que a melhor alternativa seria manter o ministro, pelo menos por enquanto, a fim de evitar desgastes. Mandetta, que tem alta aprovação da população no combate à pandemia do novo coronavírus, virou alvo de críticas de Bolsonaro nos últimos dias. O mais cotado para assumir a pasta seria o ex-ministro da Cidadania e deputado federal Osmar Terra (MDB-RS). Além dele, há a imunologista e oncologista Nise Yamaguchi, diretora do Instituto Avanços em Medicina, e o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres. O presidente defende flexibilizar as regras de isolamento no país, mas esbarra no atual ministro, que sustenta manter o isolamento social, pelo menos por enquanto. Mandetta não apareceu na coletiva de imprensa diária sobre a pandemia desta segunda-feira.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.