PATROCINADORES

Bolsonaro aciona PGR para tirar Bivar do comando do PSL

Em um novo episódio da disputa interna no PSL, o presidente Jair Bolsonaro e mais 23 parlamentares pediram na quarta-feira (30) o bloqueio de repasses do fundo partidário e o afastamento do presidente da sigla, o deputado federal Luciano Bivar (PE). No documento encaminhado ao Procurador-Geral da República, Augusto Aras, o grupo quer que o Ministério Público entre com uma ação civil pública para “apuração dos indícios de ilegalidade” para garantir a transparência e proteção do patrimônio público. Os autores apontam que o patrimônio da agremiação é composto quase que 100% por recursos do fundo partidário e que a prestação de contas da legenda não foi feita corretamente nos últimos cinco anos.

“Calha a responsabilidade de rigoroso acompanhamento das despesas do partido não somente pela Justiça Eleitoral”, destacam.

Segundo eles, o partido deve receber só em 2019 cerca de R$ 110 milhões. Por isso, a movimentação do dinheiro público que é repassado à legenda precisa ser apurada. Não há previsão para Aras analisar o caso.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 17 =

Pergunte para a

Mônica.