PATROCINADORES

Benefícios retroativos rendem R$ 211 milhões a juízes

Juízes federais receberam em dezembro de 2017 um total de R$ 211 milhões em benefícios retroativos, informou o jornal O Estado de S. Paulo. Um dos chamados “penduricalhos do passado” inclui uma disputa judicial envolvendo o auxílio-moradia que deputados federais recebiam entre 1992 e 1998. O Judiciário entendeu que o benefício era considerado parte dos salários dos parlamentares, assim, juízes pediram a equiparação. Conforme o Estadão, a vitória no caso gerou um passivo no orçamento dos tribunais que é pago até hoje de forma parcelada.

Por que é importante

Benefícios pagos a juízes estão na berlinda após reportagens mostrarem que o dinheiro está servindo como complemento salarial. Em um dos casos, magistrados estão recebendo auxílio-moradia mesmo tendo imóveis na cidade onde atuam

Quem ganha

Os cerca de sete mil juízes que foram contemplados com os R$ 211 milhões

Quem perde

A imagem do Judiciário

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − três =

Pergunte para a

Mônica.