Document
PATROCINADORES

Aras mostra alinhamento com o governo no primeiro ano na PGR

Escolhido fora da lista tríplice pelo presidente Jair Bolsonaro, Augusto Aras completou no último sábado (26) um ano à frente da Procuradoria-Geral da República (PGR). Levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo mostra que a gestão Aras tem sido marcada até aqui pelo alinhamento com o governo federal. Entre manifestações encaminhadas ao STF e medidas adotadas, em apenas uma oportunidade a PGR foi contra um ato do presidente. Foi no caso da medida provisória que instituía o contrato de trabalho Verde e Amarelo. Aras pediu a invalidação de dois trechos do texto assinado por Bolsonaro. A PGR respaldou as decisões do governo em mais de 30 vezes, segundo a publicação. O desempenho de Augusto Aras na primeira parte do mandato gerou críticas de integrantes do Ministério Público Federal, principalmente entre os que fazem parte das forças-tarefas regionais da Operação Lava-Jato. Por outro lado, o PGR está entre os cotados para ser indicado por Bolsonaro para a vaga de Celso de Mello no STF. Também está no radar uma recondução ao cargo em 2021.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.