Document
PATROCINADORES

Alexandre de Moraes mantém inquérito sobre ofensas contra o STF

Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou nesta terça-feira (16) pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para arquivar o inquérito que investiga ofensas e fake news contra membros da Corte. Para Moraes, o pedido da PGR foi “genérico” e não encontra respaldo na lei, uma vez que a ação foi aberta pelo próprio STF. Presidente do tribunal, Dias Toffoli autorizou a prorrogação do inquérito por mais 90 dias após a decisão do ministro. A Corte foi alvo de duras críticas após censurar, na segunda (15), uma reportagem da revista Crusoé e do site O Antagonista que revelava uma citação a Toffoli na delação da Odebrecht, e autorizar uma ação da Polícia Federal (PF) contra pessoas que criticaram o STF, na terça.

Por que é importante

A ação gerou insatisfação dentro do próprio STF. O ministro Marco Aurélio Mello classificou o episódio como “censura” e “retrocesso”

Quem ganha

Moraes e Dias Toffoli, que mantêm a investigação

Quem perde

A liberdade de expressão

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.