Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

“Vou dar um pit-stop na política”, diz Alckmin

“Vou dar um pit-stop na política”, diz Alckmin

Após ficar em quarto lugar e amargar derrota na eleição presidencial do ano passado, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin decidiu dar um “pit-stop na política”. Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, publicada nesta segunda-feira (3), Alckmin alega que o seu partido, o PSDB, “não vivia um bom momento” e por isso perdeu o pleito presidencial mais uma vez. Além disso, diz Alckmin, a eleição foi atípica devido à prisão do ex-presidente Lula, que beneficiou o petista Fernando Haddad, e à facada que o então candidato Jair Bolsonaro (PSL) levou em setembro. Para o tucano, o atual governador de São Paulo, João Doria, que emplacou um aliado na presidência do partido, faz parte dos “novos quadros” que são “bem-vindos” na legenda. Questionado sobre Bolsonaro, Alckmin disse que o atual governo não tem uma “agenda e a única proposta é voltar com a CPMF”. Sobre a reforma da Previdência, na opinião do ex-governador, Bolsonaro “indiretamente, atrapalha”. “Tem muito populismo, incoerência.”

Envie seu comentário

catorze − sete =