Document
PATROCINADORES

Afastamento de senador será votado pelo plenário do STF

O ministro Luís Roberto Barroso, depois de ser criticado no Senado pela decisão monocrática de afastar o senador Chico Rodrigues — flagrado com cerca de R$ 30 000 na cueca durante operação conduzida pela Polícia Federal em sua residência –, decidiu levar o caso ao plenário do Supremo Tribunal Federal. O julgamento foi marcado para a próxima quarta-feira.

Barroso enfrentou críticas dos parlamentares que, mesmo convencidos de que Rodrigues merece algum tipo de punição, viram na atitude do ministro uma interferência do Judiciário no Legislativo. Para esses senadores, a decisão de afastar o ex-vice-líder do Governo deveria ficar no âmbito do Conselho de Ética da Câmara Alta. Partidos como Rede e Solidariedade já protocolaram pedidos de cassação de Rodrigues, cujo caso deve ser analisado na próxima semana. Mas, votação que é bom, só daqui a 90 dias, na melhor das hipóteses. A ideia é passar um recado ao STF: o de que assuntos legislativos não devem ser deliberados pelo Judiciário.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.