PATROCINADORES

Abstenção de 30% foi a maior já registrada em um segundo turno

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou neste domingo (29) que a abstenção dos eleitores no segundo turno das eleições municipais foi maior que o desejável pela Justiça Eleitoral. Durante a apresentação do balanço das eleições, Barroso disse que a pandemia da covid-19 fez com que parte do eleitorado deixasse de comparecer às urnas.

Com 100% das seções eleitorais apuradas, a ausência dos eleitores foi de 29,50%, equivalente a 11,1 milhões de pessoas. Foi o maior índice já registrado. Nas eleições de 2018, 2016 e 2014, o índice de eleitores faltosos ficou em torno de 21%. Em 2012, foi de 19,1%.

Na avaliação do presidente do TSE, embora a abstenção tenha sido maior que o desejado, a realização das eleições em meio à pandemia, com a participação de 70,50% dos eleitores, merece ser celebrada.

“Realizamos eleições em meio à uma pandemia, que já consumiu 170 mil vidas, e que muitas pessoas, com o compreensível temor de comparecem às urnas, deixaram de votar. Muitas por estarem com a doença, muitos por estarem com sintomas e muitas por estarem com medo”, afirmou. 

De acordo com o balanço final da Justiça Eleitoral, houve 3,89% (1 milhão) de votos brancos e 8,81% (2,3 milhões) de votos nulos.

A segurança das urnas eletrônicas, questionada pelo presidente Bolsonaro neste domingo mais uma vez, Barroso afirmou que não foram encontradas fragilidades “para além da retórica sobre a qual ninguém tem controle”, se referindo ao chefe do Executivo.

Mesmo com ambiente geral de tranquilidade, ocorreram prisões de apreensões. De acordo com o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), foram registradas 374 ocorrências em todo o país, com 83 prisões ou conduções, abertura de oito inquéritos e assinatura de 37 termos circunstanciados. Foram apreendidas uma arma, oito veículos, R$ 20 mil em notas e diversos materiais de campanha.

(Agência Brasil)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × cinco =