Document
PATROCINADORES

“A tendência é a exoneração”, diz ministro Bebianno

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, confirmou que ele deverá ser demitido pelo presidente Jair Bolsonaro nesta segunda-feira (18). “A tendência é essa, exoneração. Eu quero ver o papel com a exoneração, a hora em que sair o papel com a exoneração é porque eu fui exonerado”, disse a jornalistas. Bebianno passou a balançar no cargo após reportagens do jornal Folha de S. Paulo revelarem suspeitas de que ele teria autorizado o repasse de verbas do fundo partidário a candidaturas laranjas na eleição passada, quando ele era presidente interino do PSL. Por determinação de Bolsonaro, o caso está sendo investigado pela Polícia Federal. A situação do ministro piorou depois que ele foi desmentido publicamente pelo vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente, sobre ter conversado com Bolsonaro.

Por que é importante

Se os rumores forem confirmados, Gustavo Bebianno deverá ser o primeiro ministro demitido no governo Jair Bolsonaro

Quem ganha

Carlos Bolsonaro, que conta com o apoio do pai na polêmica

Quem perde

Bebianno, que ainda poderá ser investigado pela PF no caso dos repasses

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.