Document
PATROCINADORES

2 milhões enfrentam racionamento em SP

Cerca de 14 cidades do estado de São Paulo foram obrigadas a adotar racionamento no abastecimento de água, afetando cerca de 2 milhões de habitantes, aponta um levantamento do UOL divulgado nesta sexta-feira (1°). Entre os municípios, está Ribeirão Preto, no interior, que mantém 100 mil pessoas sem água entre 13h e 20h.

As cidades que passam por restrições no abastecimento estão espalhadas por diferentes áreas do estado. Atibaia, na região de Campinas, e Santa Fé do Sul, quase no Mato Grosso do Sul, estão separadas por 600 quilômetros, indicando de vez que a estiagem que atinge a Bacia do Rio Paraná tem efeitos generalizados, afetando tanto Ribeirão Preto, com mais de 450 mil habitantes, quanto Uchoa, de 10 mil.

“Temos que fazer com que os 61,3% que temos disponíveis de água consigam atender aos moradores de todas as áreas da cidade”, diz Ivair Nunes Pereira, chefe do Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (Daev), município de 130 mil habitantes da Grande Campinas (SP).

Cidades e populações

  • Ribeirão Preto (469.173)
  • Bauru (381.706)
  • Franca (358.539)
  • Itu (177.150)
  • Atibaia (145.378)
  • Valinhos (133.169)
  • Rio das Pedras (36.233)
  • Bariri (35.844)
  • Araçoiaba da Serra (35.389)
  • Santa Fé do Sul (30.872)
  • Santa Cruz das Palmeiras (29.974)
  • Mirandópolis (29.844)
  • Tabapuã (12.561)
  • Uchoa (10.191)

(Dados IBGE)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.