PATROCINADORES

Zema pode acelerar a privatização da Cemig

Governador eleito por Minas Gerais, Romeu Zema pode acelerar o processo de privatização da Cemig, estatal de energia que pertence ao governo mineiro. Diante de uma plateia formada por investidores, Zema afirmou nesta quinta-feira (22), em São Paulo, que ainda não definiu o modelo de venda da empresa. Ao invés de esperar o Estado sanar a companhia, a fim de recuperar seu valor de mercado, ele pode optar por vender a Cemig antes disso, dependendo da oferta. “Se o mercado precificar bem, por que esperar?”, disse.

Porém, o primeiro governador do Novo pode encontrar alguns obstáculos para vender empresas como a Cemig e a Copasa (de saneamento). Ele explicou no evento que a constituição de Minas proíbe a privatização das estatais sem a consulta de um referendo popular e a aprovação de 2/3 da Assembleia Legislativa. A lei data de 2001, ainda na administração de Itamar Franco à frente do Estado. Apesar disso, as ações da Cemig cresciam por volta de 5% às 15h30 desta quinta.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + dezessete =

Pergunte para a

Mônica.