PATROCINADORES

Volume de fusões e aquisições no Brasil cresce 28% em 2018

A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) anunciou nesta segunda-feira (18) que o volume de fusões e aquisições cresceu 28% no Brasil em 2018, de R$ 138,4 bilhões em 2017 para R$ 177,2 bilhões no ano passado. O aumento ocorreu a despeito da diminuição no número de operações, de 143 para 140. As 10 maiores transações foram responsáveis por 70% do volume total, com destaque para os negócios entre Suzano e Fibria (R$ 47,6 bilhões) e Boeing com Embraer (R$ 16,4 bilhões). “Os resultados positivos de 2018 foram influenciados pela maior estabilidade no cenário macroeconômico. A maior clareza no ambiente econômico, relacionada à aprovação da reforma da Previdência, deve favorecer o mercado de fusões e aquisições em 2019. As empresas estão se preparando para as oportunidades que podem surgir em um panorama potencialmente mais positivo”, afirmou Dimas Megna, coordenador do Subcomitê de Fusões e Aquisições da Anbima.



Por que é importante

O avanço reflete a melhora no ambiente de negócios brasileiro, que vem desde 2016

Quem ganha

As transações envolvendo empresas brasileiras representaram 43,2% do volume negociado, acima da média de 30% dos últimos cinco anos

Quem perde

A participação do capital asiático na compra de companhias brasileiras caiu de 23,2% em 2017 para 5,4% em 2018

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − dois =

Pergunte para a

Mônica.