Document
PATROCINADORES

Tribunal determina fiança para soltar Carlos Ghosn: R$ 33,8 milhões

A NHK, emissora de televisão japonesa, informou nesta terça-feira (5) que o Tribunal de Tóquio definiu a soltura do executivo Carlos Ghosn mediante pagamento de fiança, no valor de 1 bilhão de ienes, o equivalente a R$ 33,8 milhões. Segundo o veículo, o brasileiro pode ser libertado ainda nas próximas horas. Ex-presidente da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, Ghosn está preso desde o dia 19 de novembro, acusado de sonegar impostos e usar indevidamente recursos da Nissan para cobrir despesas particulares. Caso pague a fiança, Ghosn estará proibido de deixar o Japão e será vigiado por câmeras na sua residência.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.