Document
PATROCINADORES

Siemens e Andrade Gutierrez construirão usina de gás de US$ 1,1 bi no Rio

A Siemens Energy e o conglomerado Andrade Gutierrez vão participar do contrato de US$ 1,1 bilhão (R$ 6,5 bilhões) para construir uma usina de gás em ciclo combinado (3 turbinas a gás e 1 a vapor) de 1,7 gigawatt no Porto de Açu, em São João da Barra, no norte do Estado do Rio de Janeiro, anunciou o grupo alemão nesta terça-feira (23). O contrato foi obtido pela Gas Natural Açu (GNA), joint venture que reúne Siemens Energy, BP, Prumo Logística e State Power Investment Corp, da China. A usina GNA II ficará próxima da GNA I (imagem), que entrou em operação em meados do ano.

A Siemens Energy, desmembrada da Siemens AG no ano passado, não divulgou o valor do contrato para o GNA II, que entrará em operação em 2023. Uma pessoa com conhecimento do assunto disse que a cota do grupo ronda os € 750 milhões, que abrange uma turbina a vapor, quatro geradores elétricos e três geradores a vapor com recuperação de calor. A Siemens Energy também fornecerá operação e manutenção de longo prazo da usina, disse.

Com 3 gigawatts de capacidade instalada combinada, as duas usinas são o maior projeto de energia movido a gás natural liquefeito (GNL) super-resfriado da América Latina, produzindo energia suficiente para até 14 milhões de residências em uma operação integrada ao Sistema Nacional Interligado (SNI) – ou seja, a geração poderá atingir praticamente todo o Brasil. Extraído das bacias de Santos e de Campos e transportado em navios, o gás virá de uma estação de tratamento instalada em um dos terinais privados do Porto de Açu.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.