Document
PATROCINADORES

QI Tech anuncia aporte de R$ 270 milhões para ser o Uber dos bancos

A QI Tech, empresa de tecnologia voltada a serviços financeiros e primeira sociedade de crédito direto aprovada pelo Banco Central, captou R$ 270 milhões do Fundo Soberano de Cingapura (GIC) em sua sua rodada da série A. O GIC é um dos maiores investidores de fintech do mundo. No total, a companhia recebeu mais de 10 propostas, com empresas listadas, bancos e fundos globais interessadas.

Com valor, a QI Tech investirá na construção de novos produtos, com foco na melhoria da jornada de crédito (origem e cobrança) e no desenvolvimento da área de data science. A empresa também planeja quadruplicar a capacidade da atual equipe de 48 pessoas para acelerar o lançamento de soluções e definir a agenda de M&A nos próximos meses.

Desde o início de sua operação em 2019, a QI Tech já movimentou mais de R$ 5,5 bilhões em operações, dos quais R$ 200 milhões em seu primeiro ano, R$ 1,2 bilhão no segundo, e R$ 4,1 bilhões em 2021.

“O mercado de crédito está migrando dos bancos para outras empresas, como varejistas, aplicativos de serviços e operadoras nacionais, e a QI Tech é a infraestrutura que permite acelerar essa mudança. Nosso modelo de negócios segue o conceito de asset-light, ou seja, somos o ‘Uber dos bancos’, o maior emissor de operações de crédito da América Latina sem ter créditos em balanço. A chegada do GIC reforça nosso compromisso de estarmos sempre antecipando o futuro dos serviços financeiros, além de mantermos nossa independência.”, conclui o CEO, Pedro Mac Dowell (imagem).

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.