Document
PATROCINADORES

Produtores do Cerrado financiam safra com bônus climáticos

Modalidade de crédito inédita no mundo, o certificado de recebíveis agrícolas (CRA) Verde.Tech foi empregado para financiar sete produtores do Cerrado, de acordo com os critérios da Climate Bonds Initiative (CBI), organização internacional sem fins lucrativos. O montante das transações são relativamente pequenos (R$ 63,3 milhões), mas o que vale são os parâmetros inovadores. As operações foram uma parceria entre as empresas Produzindo Certo, Traive Finance e Gaia Impacto.

O CRA Verde.Tech tem como lastro a emissão de 17 cédulas de produto rural (CPRs) por parte dos beneficiados. As CPRs estão ligadas aos compromissos produtivos, financeiros e metas socioambientais. Ou seja, quem mantiver metas ambientais, sociais e de governança (ESG) seguirá passível de financiamento privado facilitado. De acordo com a CBI, o certificado é a terceira operação no mundo a seguir os novos critérios agrícolas estabelecidos pela Climate Bonds Standard em 2020 – ferramenta de triagem internacional de títulos climáticos para investidores e governos – e a primeira diretamente com plantadores. “Operações verdes desta natureza vão inspirar mais emissões coletivas que ajudarão a destravar investimentos aos produtores agrícolas brasileiros”, afirmou a head para América Latina da CBI, Leisa Souza.

O principal compromisso dos produtores é preservar a mata nativa e reparar parte do que foi danificado, como margens de cursos d’água assoreados. Dessa forma, será possível preservar 24,7 mil hectares de áreas protegidas ameçadas pelo agronegócio nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantis, oeste da Bahia, sul do Maranhão e do Piauí, e leste e sul do Pará, onde floresce o agronegócio exportador brasileiro. Cerca de 2,5 mil hectares são de matas ciliares ao longo de 387 quilômetros de rios, riachos e lagoas, incluindo 141 nascentes.

CRA Verde.Tech

  • Grupos de produtores: 7
  • Área total das propriedades envolvidas: 78.452 hectares
  • CPRs emitidas CRA: 17
  • Valores: R$ 63,3 milhões
  • Vencimento: junho de 2025

Como funciona

  • Produtores interessados procuram as empresas parceiras e solicitam o crédito. Suas propriedades serão avaliadas através do diagnóstico socioambiental da Produzindo Certo;
  • O segundo passo é a análise de crédito e risco pela Traive;
  • Com o crédito aprovado, a operação é estruturada com a emissão da CPR-F, que servirá de base para a emissão do CRA Verde.Tech. A Gaia é quem cuida desse processo;
  • Os recursos obtidos pelo CRA são transferidos para a conta dos produtores.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.