PATROCINADORES

Para PF, Odebrecht destruiu provas

A perícia da Polícia Federal encontrou “evidências de destruição de dados” ao analisar documentos da Odebrecht relativos ao pagamento de propinas em licitações. Segundo a PF, informações foram apagadas do sistema de informática do Setor de Operações Estruturadas, nome pomposo que a empreiteira deu para o seu departamento de propinas. Os dados foram destruídos em 22 de junho de 2015. Três dias antes, Marcelo Odebrecht, sócio da empreiteira, foi preso pela Operação Lava Jato.

Por que é importante

A destruição de provas mostra como a corrupção estava impregnada na empresa

Quem ganha

Os peritos da Polícia Federal, que passaram os últimos dois anos analisando minuciosamente computadores e documentos da Odebrecht

Quem perde

Marcelo Odebrecht, suspeito de ser o mandante da destruição das provas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + oito =

Pergunte para a

Mônica.