Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Nike, Adidas e Puma se unem contra guerra comercial de Trump

Nike, Adidas e Puma se unem contra guerra comercial de Trump

Concorrentes no mercado global de materiais esportivos, Nike, Adidas e Puma se juntaram a mais de 170 marcas de tênis e varejistas para criticar as tarifas impostas pelo presidente americano, Donald Trump, a calçados importados da China. O manifesto assinado pelas empresas alega que a medida seria “catastrófica” para a população dos Estados Unidos, que seria obrigada a pagar muito mais pelos produtos. 

“Qualquer ação tomada para aumentar as tarifas sobre calçados chineses terá um efeito imediato e duradouro sobre indivíduos e famílias americanas. Isso também ameaçará a viabilidade econômica de muitas empresas em nosso setor”, argumenta o grupo. 

Por que é importante
As companhias estimam que o aumento das tarifas encareceria os produtos em US$ 7 bilhões
Quem ganha
O livre mercado, ameaçado por uma série de políticas protecionistas
Quem perde
Trump, principal fiador da guerra comercial

Envie seu comentário