Document
PATROCINADORES

Montadoras aceleram produção de carros elétricos

Três grandes anúncios da indústria automobilística confirmam que os carros elétricos são o futuro do setor. Há alguns dias, a japonesa Toyota apresentou o Toyota Corolla híbrido, que chegará às concessionárias brasileiras em outubro. Também recentemente, a francesa Renault informou que aposta todas as fichas na motorização 100% elétrica – exemplo disso é o novo Zoe. Para completar, a Caoa Chery confirmou, durante o Salão do Automóvel da China, em Xangai, que vai tirar do papel uma agressiva estratégia de expansão no Brasil, com a duplicação da rede de concessionárias – de 65 para 111 unidades até dezembro – e o lançamento dos modelos elétricos Tiggo 2, Arrizo 5 e subcompacto eQ1. 

Por que é importante

A aposta das montadoras nos carros elétricos tem ocorrido em paralelo aos investimentos na infraestrutura de recarga das baterias. A portuguesa EDP e a alemã BMW investiram R$ 1 milhão em seis equipamentos de recarga na Via Dutra, em parceria com os postos Ipiranga

Quem ganha

O ar que respiramos. Um carro familiar médio a gasolina gera 24 toneladas de CO2 durante seu ciclo de vida, acima das 18 toneladas de um modelo elétrico

Quem perde

Por enquanto, o bolso dos consumidores. O grande desafio da indústria do carro elétrico é o preço. O recém-lançado Zoe da Renault custa a partir de R$ 149.990. Só com a redução dos custos de produção os modelos elétricos irão se tornar populares

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.