PATROCINADORES

Mercado de jogos para celular cresce sem parar

A movimentação global pode chegar a US$ 338 bilhões até 2030. Segmento é forte no Brasil por causa dos altos preços dos consoles

O estudo “Global Mobile Games Market Research Report 2022”, do Journal of Communication and Media Research (JCMR), indica uma tendência de crescimento dos jogos para celular pelo mundo. A pesquisa faz previsões dos investimentos até o ano de 2030. O levantamento procurou avaliar mais a fundo os games para dispositivos móveis, observar as tendências do mercado, além de destacar tecnologias futuras e as estratégias regulatórias.

O mercado global de jogos móveis valeu US$ 119 bilhões em 2021. Espera-se que atinja US$ 338 bilhões até 2030, com taxa de crescimento composta (CAGR) de 12,3% durante o período de previsão (2022-2030). A América do Norte terá uma participação de US$ 80 bilhões, crescendo 12% durante o período de previsão.

Segundo o estudo, as principais empresas do mercado de jogos para celular são: Tencent, Electronic Arts, Activision Blizzard, Nintendo, Ubisoft, Zynga e a Take-Two Interactive. Além disso, a pesquisa indica que um dos principais desafios para o mercado de games para celular é a demanda para fortalecer as capacidades de reprojeção assíncrona (ASW) nos jogos mobile, evitando imagens atrasadas.

Amadurecimento no Brasil

Segundo o estudo, a América Latina deverá experimentar um aumento da CAGR 14,5%. O Brasil contribui significativamente para a expansão. Apesar da popularidade, os preços do país para consoles de jogos e computadores pessoais estão entre os mais altos do mundo. Como resultado, a maioria dos jogadores brasileiros joga no celular, onde a barreira de entrada é bem menor. O segmento tem uma barreira de entrada baixa, contribuindo significativamente para os números notáveis de player, lucro e crescimento observados na região em relação ao negócio móvel. E a acessibilidade do celular está aumentando.

No país, há 1.009 estúdios de desenvolvimento de jogos, um salto de 169% nos últimos quatro anos, quando existiam 375 empresas. É o que aponta a 1ª Pesquisa Nacional da Indústria de Games, realizada pela Associação Brasileira dos Desenvolvedores de Jogos Digitais (Abragames) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (ApexBrasil). Segundo outro relatório recente do Brazil Games, o mercado de jogos eletrônicos no Brasil movimentou US$ 2,3 bilhões em 2021.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.