PATROCINADORES

Governo pode afastar diretoria da Vale

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta segunda-feira (28) que o gabinete de crise criado pelo governo para lidar com a tragédia em Brumadinho (MG) estuda a possibilidade de afastar a diretoria da Vale, responsável pela barragem que rompeu na última sexta-feira (25). “Essa questão da diretoria da Vale está sendo estudada pelo grupo de crise, vamos aguardar quais são as linhas de ação que eles estão levantando”, disse. Mourão, contudo, admitiu “não ter certeza” se a União pode solicitar o afastamento dos executivos. Além de contar com ações de tipo golden share – que dão poder de veto em decisões consideradas estratégicas para a companhia -, o governo tem participação acionária na mineradora via BNDES e fundos de pensão.

Por outro lado, a Vale divulgou nota à imprensa desautorizando “terceiros, inclusive advogados contratados, a falar em seu nome”, após um de seus advogados, Sergio Bermudes, dizer que a empresa não poderia ser responsabilizada pela tragédia. Ele também havia negado a possibilidade de os executivos se afastarem de seus respectivos cargos.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + três =