PATROCINADORES

Exame: o plano da Loft para liderar a distribuição de crédito imobiliário no país

Startup que nasceu para compra, reforma e venda de imóveis já originou mais de R$ 1 bilhão em financiamento em menos de um ano

O desenvolvimento do mercado imobiliário nacional continua a favorecer o consumidor final com a ampliação da oferta e melhores condições de compra. Além da Caixa e dos grandes bancos, surgem novos players de fora do sistema financeiro tradicional que buscam conquistar uma participação no mercado com soluções disruptivas. Um dos candidatos que se destacam é a startup Loft.

Especializada na compra, na troca, no financiamento e na venda de imóveis, a Loft acaba de superar a intermediação de 500 financiamentos imobiliários no seu ano de estreia na prestação desse serviço. O número de contratos aumentou dez vezes desde janeiro.

A Loft, que se tornou em janeiro um dos unicórnios brasileiros — como são conhecidas as startups avaliadas em 1 bilhão de dólares ou mais –, não oferece o financiamento imobiliário em si. A startup atua na intermediação entre os clientes que queiram financiar um imóvel — mesmo que não faça parte do portfólio da empresa — e os bancos, em busca de melhores condições de financiamento, com base no perfil do interessado. As condições tratam essencialmente de juros mais baixos e prazos mais alongados.

No fim de setembro, para aperfeiçoar e agilizar a intermediação de financiamentos, a Loft concluiu a aquisição da Invest Mais, startup que atua como ponte entre bancos e assessorias imobiliárias especializadas.

“Com a aquisição da Invest Mais, conseguimos expandir a oferta de financiamentos para um número maior de pessoas. Ao unir o conhecimento de mercado deles ao nosso DNA tecnológico, melhoramos a experiência dos clientes”, disse Mate Pencz, fundador e co-presidente da Loft, à EXAME Invest.

O volume agregado de financiamentos originados atualmente pela Loft e pela Invest Mais é de mais de 1 bilhão de reais ao ano. Com a aquisição, a Loft se tornou um dos cinco maiores originadores de financiamento imobiliário do mercado secundário brasileiro — ou seja, exceto lançamentos.

“É possível fazer todo o processo de casa, o que proporcionou segurança na pandemia”, diz Pencz. “Nosso objetivo é ser o maior distribuidor de financiamentos imobiliários do país até dezembro de 2021.”

_______________

Por Marcelo Sakate

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × um =