Document
PATROCINADORES
PATROCINADORES

Exame: ela abriu uma marca de cosméticos há dois meses e já fatura R$ 30 milhões


Conquistar visibilidade em mercados nichados é uma tarefa árdua para qualquer empresa novata. A lógica se aplica ao setor de cosméticos, por exemplo, representado quase em sua totalidade pelas líderes Avon, Natura e Grupo O Boticário. A briga por espaço, porém, parece não ter batido à porta da MBOOM, recém-lançada marca de cosméticos que, em apenas dois meses, já faturou cerca de 30 milhões de reais com a venda de mais de 250.000 produtos.

Por trás do desempenho positivo da marca está a empreendedora Flávia Montebeller. Farmacêutica de formação, Flávia fez transição de carreira há mais de uma década, e desde então trabalha com marketing e posicionamento digital para marcas da indústria da beleza.

Uma das experiências mais recentes foi na farmacêutica Payot, onde liderou uma mudança de posicionamento para atrair novamente o público jovem — um trabalho que envolveu até mesmo influenciadores digitais.

O sucesso com os lançamentos “joviais” da Payot inspirou a marketeira a se aventurar no mundo dos negócios. Em novembro de 2021, Flávia fundou a MBOOM, marca de cosméticos que, em seu primeiro mês, vendeu cerca de 10,4 milhões de reais em produtos. “Não tenho dúvidas de que esse resultado é muito fora da curva”, comenta. “Tinha o privilégio de estar por dentro da indústria, conhecer os laboratórios, entender do mercado. Era hora de trazer algo novo e com uma identidade minha”.

O segredo para o modelo de negócio bem-sucedido, segundo a empreendedora, está na parceria com a influenciadora Franciny Ehlke, personalidade com mais de 30 milhões de seguidores nas redes sociais. A celebridade assina uma linha própria na MBOOM, a FRAN by Franciny Ehlke, com 35 produtos.

Pelos cálculos da MBOOM, a linha atingiu o primeiro lugar em número vendas na maioria das redes em que foi lançada e as vendas superaram em dois milhões as expectativas para o primeiro mês. Na lista dos revendedores da MBOOM estão grandes redes como Renner, Riachuelo, C&A e a também loja de cosméticos Sephora. 

Em boa medida, a parceria com essas grandes também justifica o crescimento acelerado da marca nos últimos meses, segundo a CEO. “Para marcas novatas, ter a confiança de grandes redes topando colocar os produtos à mostra nas prateleiras é raro”, diz. “Nosso diferencial inovativo é tão grande que já despertamos essa confiança logo de início”.

Em 2022, os planos de Flávia para a MBOOM também incluem o grande varejo físico. A ideia é passar a vender os produtos da marca em lojas de cosméticos — a estimativa é de pelo menos 5.000 pontos de venda. “Vamos abrir a porteira e tenho certeza de que as vendas no varejo tradicional vão superar em muito os 50% que representam hoje”, diz.

Segundo a empreendedora, a projeção é faturar 120 milhões de reais em 2022. “Em três anos estaremos entre as cinco principais marcas de cosméticos do país”.

_________________________________________________________________

Por Maria Clara Dias

Publicado em: https://cutt.ly/9IYfXyl

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.