PATROCINADORES

Estatais fecharam 2018 com forte avanço na Bolsa

O ano de 2018 foi positivo para o Ibovespa, que subiu 15% em meio à retomada da atividade econômica e a melhora do ambiente de negócios no Brasil. Parte significativa da alta se deve às empresas estatais listadas na Bolsa, como destaca o Valor na edição desta quarta-feira (2). Juntas, Petrobras, Eletrobras, Banco do Brasil, Cemig, Sabesp e Copel viram seu valor de mercado subir de R$ 373 bilhões, no fim de 2017, para 533,7 bilhões ao término de 2018 – aumento de 43,1%, inferior apenas ao avanço de 94% em 2016, ano do impeachment de Dilma Rousseff. O resultado é reflexo da melhora na gestão das companhias, que passaram a ser geridas com mais eficiência e aumentaram a busca por lucros e resultados financeiros mais sólidos e, principalmente, da expectativa quanto ao governo Bolsonaro, que promete privatizar e melhorar a governança das estatais.

Por que é importante

Com as mudanças propostas pelo novo governo, que deve vender alguns ativos das principais estatais, os papeis das companhias tendem a valorizar ainda mais

Quem ganha

O governo Temer, que conseguiu melhorar a governança das companhias, além dos acionistas das estatais, que viram seus investimentos valorizarem

Quem perde

Empresa do governo de SP, a Sabesp foi a única estatal que viu suas ações caírem na Bolsa (-5,94%)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco − 4 =

Pergunte para a

Mônica.