Document
PATROCINADORES

Desinvestimentos avançam no Brasil. E isso não é ruim

Segundo o estudo Global Corporate Divestment Study 2019, da consultoria EY, 99% dos executivos brasileiros pretendem tocar projetos de desinvestimento nos próximos anos, avanço de 19 pontos percentuais diante dos 80% que tinham interesse em desinvestir em 2018. A tendência é global, uma vez que, dos 900 executivos de todo o mundo entrevistados, 84% querem vender unidades de seus negócios até 2021. No Brasil, 10% preveem iniciar um projeto de desinvestimento nos próximos seis meses, enquanto 53% planejam começar nos 12 meses seguintes. Apesar de o termo soar negativo, o sócio de transações corporativas da EY, Fabio Schmitt, explica que a prática está cada vez mais consolidada no mercado e faz parte de mudanças estratégicas das grandes empresas.

“Ninguém desinveste para ficar menor”, aponta. “Desinvestimentos são uma forma fácil de retirar ativos que não são o foco principal do negócio, para poder investir em novos mercados e tecnologias”.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.