Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Decisão do STF pode favorecer situação tributária das empresas

Decisão do STF pode favorecer situação tributária das empresas

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar até o fim de junho o recurso extraordinário nº 591.340, que discute a constitucionalidade do limite máximo para as empresas compensarem prejuízos fiscais. Pela regra atual, as companhias podem usar os resultados negativos para abater até 30% do lucro no ano corrente – diminuindo assim a base de contribuição sobre o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). Se a Corte considerar o limite inconstitucional, as empresas poderão usar os prejuízos para compensar até 100% do lucro, diminuindo os impostos pagos.

Especialista em direito tributário e advogado do escritório Braga & Moreno Consultores e Advogados, Lucas Monteiro considera a mudança justa. “O lucro só existe mesmo depois de absorver todos os prejuízos”, analisa. Além de beneficiar companhias em atividade, a revisão da lei pode favorecer empresas incorporadas, que não têm oportunidade de usar seus prejuízos no futuro. “Além de ser correta do ponto de vista tributário, essa medida favoreceria o fluxo de caixa das empresas, liberando mais recursos para investimentos e contratação de pessoal.”

Tags

Envie seu comentário