PATROCINADORES

Conselheira do Cade pede ao BC que rejeite compra da XP pelo Itaú

Cristiane Alkmin Schmidt, integrante do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), pediu ao diretor de regulação do Banco Central (BC), Otavio Damaso, que reprove a compra de parte da XP Investimentos pelo banco Itaú. O pedido foi feito na audiência da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE). Segundo Cristiane, o banco pode se tornar sócio majoritário da XP no futuro – o que não estava previsto, segundo o próprio Itaú. Se isso se confirmar, a concentração bancária, segundo ela, aumentaria. A conselheira do Cade afirmou que o Estado não pode atrasar o processo de desbancarização, que será feito por meio das fintechs e que “qualquer ato de concentração que coloque este processo em risco deve ser olhado de perto e reprovado”.

Por que é importante

O setor bancário brasileiro é concentrado em poucos players e o avanço das fintechs é visto como uma forma de aumento saudável da concorrência

Quem ganha

Os concorrentes, se o BC acatar a sugestão da conselheira do Cade

Quem perde

O Itaú, que tem perdido clientes para plataformas de investimento online, como a XP

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × cinco =

Pergunte para a

Mônica.