PATROCINADORES

Cofundador do Facebook pede o desmembramento da rede social

Chris Hughes, cofundador do Facebook ao lado de Mark Zuckerberg, considera que a empresa virou um monopólio no meio digital e deveria ser regulada pelo setor público. Em texto publicado nesta quinta-feira (9), no New York Times, Hughes defendeu o desmembramento da companhia, que lucrou US$ 2,4 bilhões apenas no primeiro trimestre de 2019. Para o empresário, as autoridades americanas não deveriam ter autorizado a compra do Instagram, em 2012, e do WhatsApp, em 2014, por parte do Facebook. Na sua opinião, a rede social acumulou muito poder nos últimos anos e deveria se preocupar com os efeitos de suas políticas no cenário global, chegando a influenciar processos eleitorais em diferentes países. Hughes também acredita que o desmembramento seria benéfico ao consumidor, que ganharia com o aumento da concorrência no setor.

Por que é importante

Para o cofundador do Facebook, os Estados Unidos deveriam criar uma agência reguladora para as grandes empresas de tecnologia, que garantisse a privacidade dos usuários

Quem ganha

Concorrentes do Facebook no mercado digital

Quem perde

O Facebook, que está com a imagem abalada após sucessivos vazamentos de dados dos seus usuários

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.