PATROCINADORES

Berkshire Hathaway aumenta lucros operacionais, mas perde investimentos

Os ganhos operacionais do conglomerado totalizaram US$ 9,283 bilhões no segundo trimestre de 2022

Os lucros operacionais da Berkshire Hathaway aumentaram no segundo trimestre, apesar dos temores de desaceleração do crescimento, mas o conglomerado de Warren Buffett não ficou imune à turbulência geral do mercado.

Os ganhos operacionais do conglomerado – que abrangem os lucros obtidos com a miríade de negócios de propriedade do conglomerado, como seguros, ferrovias e serviços públicos – totalizaram US$ 9,283 bilhões no segundo trimestre de 2022, informou a Berkshire na manhã deste sábado (6). A companhia marcou um aumento de 38,8% em relação ao mesmo trimestre do ano passado.

No entanto, a empresa registrou uma perda de US$ 53 bilhões em seus investimentos durante o trimestre. Warren Buffet novamente pediu aos investidores que não se concentrassem nas flutuações trimestrais em seus investimentos em ações.

“A quantidade de ganhos/perdas de investimento em um determinado trimestre geralmente não tem sentido e fornece números de lucro líquido por ação que podem ser extremamente enganosos para investidores que têm pouco ou nenhum conhecimento de regras contábeis”, disse a Berkshire em comunicado.

Prejuízo

A Berkshire Hathaway reportou prejuízo líquido aos acionistas de US$ 43,755 bilhões no segundo trimestre de 2022. O resultado reverte lucro de US$ 28,094 bilhões registrados no mesmo período de 2021. O prejuízo antes do imposto de renda e questões ligadas ao método de equivalência patrimonial foi de US$ 55,713 bilhões, ante um resultado positivo de US$ 35,574 bilhões um ano antes.

As receitas totais da companhia foram de US$ 76,180 bilhões, frente a US$ 69,114 bilhões registrados de abril a junho de 2021. Já as perdas ligadas investimento e derivativos foram de US$ 66,919 bilhões, ante ganhos de US$ 27,394 bilhões no período correspondente do ano passado.

Ações

As ações caíram em um mercado de baixa durante o segundo trimestre, depois que os aumentos agressivos das taxas do Federal Reserve para domar a inflação crescente provocaram temores de uma recessão. O S&P 500 registrou uma perda trimestral de mais de 16% – sua maior queda trimestral desde março de 2020. No primeiro semestre, o índice de mercado mais amplo caiu 20,6% para seu maior declínio no primeiro semestre desde 1970.

As ações Classe A do conglomerado caíram mais de 22% no segundo trimestre, e agora estão quase 20% abaixo de uma alta histórica alcançada em 28 de março. a perda de 13% do benchmark de ações no ano até o momento.

A Berkshire informou que gastou aproximadamente US$ 1 bilhão em recompras de ações durante o segundo trimestre, elevando o total de seis meses para US$ 4,2 bilhões. No entanto, esse é um ritmo de recompra mais lento do que o observado no primeiro trimestre, quando a empresa recomprou US$ 3,2 bilhões em suas próprias ações.

No final de março, a empresa disse que concordou em comprar a seguradora Alleghany por US$ 11,6 bilhões – marcando o maior negócio de Buffett desde 2016.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.