PATROCINADORES

A (inesperada) união entre Azul e Correios

A companhia aérea Azul e os Correios assinaram um acordo para criar uma empresa de logística de cargas. A nova empresa terá participação de 50,01% da aérea e 49,99% da estatal. Segundo projeções, os gastos da ECT com transporte aéreo, que chegam a R$ 560 milhões ao ano, devem cair entre 35 e 40%. O anúncio surpreendeu o mercado. Não é de hoje que os Correios viraram um mico. Nos últimos 5 anos, a estatal perdeu 92% em patrimônio.

Por que é importante

A nova empresa nasce para brigar em um mercado que movimenta mais de R$ 200 bilhões por ano

Quem ganha

Os Correios, sufocados por um rombo de R$ 2 bilhões em 2017

Quem perde

A Latam Cargo, que detém cerca de 40% do setor no Brasil

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.