Document
PATROCINADORES

57% das empresas são alvo de hackers, só 21% priorizam cibersegurança

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha a pedido da Mastercard revelou que 57% das empresas brasileiras de educação, finanças, seguros, tecnologia, telecomunicações, saúde e varejo, são alvo de fraudes e ataques digitais com frequência e que apenas 32% possui uma área própria de cibersegurança, 78% contam com profissional de TI para a função e apenas 21% têm prioridade máxima na área.

Apesar da cibersegurança ser considerada importante para 80%, ela perde importância no orçamento para 39%. A maioria afirma ter um plano para um possível ataque cibernético, porém, apenas um terço fez algum tipo de teste preventivo nos três meses antecedentes a pesquisa. Finanças, seguros, tecnologia, telecomunicações são os mais preparados enquanto educação e saúde apresentam mais vulnerabilidades – estes acreditam que as áreas mais suscetíveis aos hackers são finanças e os dados dos clientes, porém 11% afirmaram terem sofrido algum ataque em 2020.

O estudo nacional foi realizado entre 1° e 25 de fevereiro de 2021, por meio de entrevistas telefônicas com 351 gestores. A margem de erro é 5 pontos percentuais.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.