PATROCINADORES

38% das empresas brasileiras investem em métodos antifraudes

Um levantamento global Serasa Experian analisou os impactos na jornada dos consumidores no ambiente on-line. Os resultados apontam que 38% empresas brasileiras investem em métodos de detecção de fraude, acima dos 26% da média global. No mundo, 33% têm intenção de aumento das equipes de atendimento ao cliente, seguido por investimentos em analytics e inteligência artificial, ambos com 31%. No Brasil, a alta da equipe está em segundo lugar entre as mais citadas, junto da alocação de recursos em inteligência artificial, ambos com 37%. Outros 36% em softwares de detecção de fraude.

A pesquisa mostrou que o cuidado com o reconhecimento dos usuários durante uma transação digital quase dobrou no Brasil ao longo da pandemia. Antes 47% diziam ter uma estratégia, agora 88% das empresas fazem esta afirmação. O Brasil está atrás apenas dos Estados Unidos nesse campo – 94% das companhias americanas afirmam ter ações para a área.

Pesquisa

A pesquisa foi realizada em três fases: de 20 de junho a 7 de julho de 2020; 16 a 30 de setembro de 2020; 2 a 24 de janeiro de 2021. Participaram 900 empresas dos segmentos bancário, varejo eletrônico e telecomunicações em 10 países: Brasil, Estados Unidos, Reino Unido e as regiões Europa, Oriente Médio e África (EMEA, na sigla em inglês) excluindo Ásia-Pacífico (APAC, na sigla em inglês).

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.