Document
PATROCINADORES

“O ESG exige de capex para ser competitivo”, alerta Macedo

Empreendedor e observador atento do comportamento da economia sustentável, o economista Paulo Dalla Nora Macedo resolveu se adiantar na cutucada da ferida. Enquanto o mundo dos negócios fala de crise, teto de gastos e desregulações, ele lembra que o Brasil vai precisar de muito dinheiro nos próximos anos para fazer com sucesso a transposição de parte de sua economia para uma matriz energeticamente limpa e ecologicamente sustentável. Um objetivo que não é só nosso. O presidente americano, Joe Biden, colocou na agenda e tenta instituir como política de estado o seu Green New Deal e a União Europeia já conduz mudanças profundas. A Alemanha desligou suas usinas nucleares e vai deixar de construir automóveis movidos a combustível fóssil. Macedo lembra que para chegar lá, será preciso de um EcoNew Deal brasileiro, com investimentos em bens de capital (capex) em uma escala que só governos podem atingir. E para tanto, em algum momento será preciso deixar temporariamente o receituário liberal para discutir aumento de impostos. Ele tem algumas sugestões e boas justificativas. “Se esperarmos para criar demanda, perderemos o bonde da história”, diz. Sua opinião merece atenção.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.