Document
PATROCINADORES

Até o final do ano o dólar continuará pressionado, estima Gilberto Rolha

Em entrevista a MONEY REPORT, Gilberto Fernandes Rolha, head de treasury sales do Travelex Bank no Brasil, falou dos riscos da manutenção do dólar supervalorizado perante o real e o longo caminho até patamares menos elevados. Executivo do primeiro banco de câmbio autorizado a operar no país, Rolha afirma que apresentamos a “pior performance possível” e que, apesar de a moeda americana favorecer o agro, prejudica a vida de outros segmentos. Para ele, o cenário só terá condições de mudar a partir de dezembro, após as eleições, se a agenda de reformas for retomada com firmeza e propósito, já que a percepção externa é de alto de risco fiscal. Uma das maneiras de evitar tanta depreciação seria o Banco Central adotar uma postura mais ativa: “Seja com swaps cambiais, seja com dólar a vista”. Sobre o segmento de câmbio, Gilberto se mostra otimista, já que as empresas apresentam maturidade para lidar com a situação, adotando medidas de proteção.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.