PATROCINADORES

Mourão: Brasil não vai banir tecnologia da Huawei

O governo Bolsonaro não tem planos para barrar a atuação da Huawei, gigante chinesa de tecnologia que está em pé de guerra com o presidente dos EUA, Donald Trump. Pelo menos é o que garante o vice-presidente brasileiro Hamilton Mourão. Em entrevista ao Valor Econômico, o general da reserva garantiu que o país não vai impor obstáculos à empresa, líder global no desenvolvimento da quinta geração da telefonia móvel, o 5G. “Nosso país precisa dessa tecnologia, somos muito pouco integrados digitalmente”, afirmou. Na opinião de Mourão, o Brasil deveria mudar o marco legal para desenvolver o setor de telecomunicações.

“Nosso marco não atende mais, é da década de 50. As operadoras têm que expandir a rede, mas elas são obrigadas a investir em telefonia fixa, orelhão. Tem que mudar o marco.”

Por que é importante

Apesar de os Estados Unidos alegarem que a Huawei pratica espionagem para o governo chinês, analistas veem no gesto americano uma forma de conter a China, que saiu na frente do país no desenvolvimento do 5G

Quem ganha

A economia brasileira, que precisa de uma agenda de abertura comercial

Quem perde

O governo americano, que pretende limitar a atuação da empresa

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + seis =

Pergunte para a

Mônica.