PATROCINADORES

Brasil está atrasado na onda da Indústria 4.0, diz Mitsubishi

Não há chão de fábrica de uma grande indústria em que os gerentes não discutam o conceito de Indústria 4.0. A adoção de tecnologias digitais na produção, como inteligência artificial (IA), internet das coisas ou robótica avançada tem o potencial de promover um salto de produtividade nas manufaturas. Países como Alemanha e China estão à frente do processo. O Brasil está atrasado, segundo Thiago Turcato, coordenador de suporte técnico da Mitsubishi Electric.

“O esforço para tentar se adaptar à Indústria 4.0 existe, mas é necessário lembrar que o Brasil ainda está atrasado nas aplicações de tecnologias de automação simples”, diz. “Há muitas empresas que não investiram sequer na digitalização do controle de processos, o que impede investimentos em tecnologias avançadas, como a inteligência artificial na indústria.”

Ele cita como exemplo a IA que é implantada de forma isolada em equipamentos, mas sem integração com áreas de produção, manutenção e armazenamento. “No Brasil, ainda temos um longo caminho a ser trilhado, especialmente pela grande quantidade de pequenas e médias empresas que necessitam fazer investimentos nesse tipo de tecnologia.”

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =

Pergunte para a

Mônica.