Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

14 Commentários

“Tem um buraco engolindo o Brasil”, diz Guedes a empresários

“Tem um buraco engolindo o Brasil”, diz Guedes a empresários

Em reunião com empresários na sexta-feira (24), Paulo Guedes apresentou as ideias que pretende implantar como ministro da Economia. Guedes defendeu uma redução radical da malha tribuária com a criação de um imposto único federal, que eliminaria todas as outras taxas existentes. “Nós somos liberais. Os impostos precisam ser reduzidos, eliminados, simplificados. Em vez de 40 impostos, nós queremos um imposto único federal. Queremos tirar os encargos trabalhistas e colocar um outro tipo de imposto. Vai ter só o Imposto de Renda, que você declara uma vez por ano, e o resto um imposto único federal, uma coisa simples. Vamos ir nessa direção, para criar emprego e estimular o crescimento”, afirmou. A proposta é bem-vinda e tem potencial para eliminar um dos grandes entraves brasileiros: a carga tributária excessiva e intricada. Confira os outros pontos da conversa.

Os rumos do novo governo para a economia

“A avaliação é que durante 30 anos prevaleceu a pauta social-democrata. Os gastos saíram de 20% do PIB e foram a 45%. Os impostos saíram de 20% do PIB e foram a 36%. Os juros ficaram altos durante todo esse tempo. Houve muita instabilidade porque os gastos públicos nunca pararam de crescer e a nossa pauta é justamente o reverso disso. A nossa ideia, em dez anos, é baixar a carga tributária para 25% do PIB. Para fazer isso não precisa nem cortar muito gasto. Se o PIB crescer 3% e a inflação ficar mantida em 4%, o PIB nominal vai crescer uns 7%. Dois ou três anos nesse ritmo dá um crescimento de mais de 20%. Se você conseguir só controlar a expansão dos gastos públicos durante dois ou três anos, você consegue uma redução de gasto sobre o PIB de 10%. É o que a gente quer e aí você consegue ir baixando os impostos.”

A redução do tamanho do estado

“O governo tem que ser enxuto, eficiente, com custo baixo. Quando você olha hoje as principais despesas, elas são todas ligadas a excessos do governo. A primeira grande despesa é a Previdência. Dentro dela, olhando com uma lupa, você vê que 1,5 milhão de funcionários públicos causam um déficit que é a metade do que os 30 milhões de aposentados. Tem um buraco lá que o futuro do governo já está assegurado. O segundo grande gasto são os juros da dívida. É o passado do governo. É o governo que combateu a inflação sem cortar gasto. O resultado era com juros ‘na lua’ o tempo inteiro”. A terceira grande despesa é a máquina pública. Tem um buraco engolindo o Brasil.”

Verticalização do sistema financeiro

“Tem que ter mais competição entre os bancos. Melhor do que um banco, só dois. Melhor que dois, três. E vai embora, em uma progressão até dezenas. O que assegura a eficiência de qualquer coisa é a competição e nós temos empenho em promover isso.”

Participação dos empresários

“Os empresários vão dizer em que ritmo estamos progredindo e dar sugestões específicas. Acho que em pouco tempo teremos boas notícias. O povo votou com a sensação de que não quer mais esse establishment no poder. Vamos reduzir e simplificar impostos. Vamos controlar gastos. Vamos fazer a reforma da Previdência. Mudar tudo que está errado. O Brasil não está errado. Quem está errado é o setor público.”

Comentários

  1. Fernando Gabriel Habib

    Há tempos não temos um governo com a preocupação voltada para o bem estar da nossa nação e,por consequência, para o da população brasileira, altamente massacrada pelos nefastos governo do abominável PT. QUE DEUS OS ILUMINE…

  2. Manoel Pinto

    A culpa da previdência é colocada no funcionário público, eles esquecem dos bilhões que grandes empresas e órgãos Devem a previdência. E o Aumento do STF todo ano que Dá Rombo de bilhões. A corda sempre arrebenta do lado mais fraco.

    • Luciano Fantozzi BR

      Manoel, são dois problemas que devem ser resolvidos.

  3. Orilon gieseler

    Nenhum aposentado poderia ganhar mais de seis salários mínimos deveria ser teto máximo

  4. Itaroty

    Porque os…… não se envolveram antes. Ficaram aproveitando as benesses deste governo que sai. Vão se envolver no novo???? Será que a concentração de renda vai estabilizar ou diminuir??? Aguardemos a boa intenção do nosso ministro.

  5. Cerilo seleri

    Concordo totalmente com Tudo que foi dito.

  6. EVERTON SILVA

    Vamos dar a César o que é de César. Acho, que devemos cobrar as empresas que estão em dívida com seus impostos e nivelar depois as taxas e a reforma trabalhista. O problema são as leis que foram criadas para proteger a, corja.

  7. JOPEJO

    Não votei no PT, mas Paulo Guedes, menos, presta atenção, nao é bem assim, os empresarios para quem voce palestrou não são os grandes fomentadores de progresso, muitos crescem e cresceram nao pagando impostos, sejam poucos ou muitos, previdencia entao nunca recolheram, mas tem apto, casa e outros em Miami , EUROPA ETC.

  8. Aparecida Marcucci Lázaro

    Concordo com tudo que foi esposto
    Se os juros baixarem principalmente para os empregadores , teremos muito mais empregos .
    Com isso o Brasil terá mais ganhos sem prejuízo para os trabalhadores .
    Eu confio na boa gestão desses homens que estarão no comando do Brasil .

    • Milton Tadeu de Souza

      A primeira coisa que governo do Jair Bossonaro, o nosso presidente tem que arrumar a tabela do imposto de renda, que faz muitos anos que não é revista. E uma das coisas para fazer.

  9. CARLOS LARANJEIRA

    Como seridor público, contribuo com 11% SOBRE A TOTALIDADE dos meu vencimentos. Até conconrdo em pagar mais um pouco, mas nao com a ruptura de contratos. Há anos, estudei e fiz um dos concursos mais dificeis do país. Trabalho evitando que minha repartição”rasgue” dinheiro, sob avançado modelo de governança.

    Votei no projeto liberal e quero que meu país cresça.

    Defendo um CHOQUE DE GESTÃO na Administração Pública e estou à disposição desse GRANDE PROJETO !

  10. Antônio Marcos Galimberti

    Muita esperança por um Brasil de verdade para os brasileiros. Saudações ao Presidente Jair Bolsonaro e sua equipe !!!

  11. Ines Maria Perin

    Tomara que as boas intençoes desse novo governo nao esmoreçam, pois precisamos ter orgulho de nossa Patria, contribuirmos para seu crescimento e nao sermos oportunistas para usufruirmos no exterior o que aqui subtraimos, como muitos que se dizem brasileiros fazem.

  12. Raimundo Andrade

    É preciso fazer gestão, e não sensacionalismo, como todos o fizeram, precisamos de um país mais justo. Que Deus abençoe o novo presidente Jair Messias Bolsanaro e todos de sua equipe.

Envie seu comentário

treze + dezenove =