PATROCINADORES

Setor de combustíveis nega cartel e culpa alta de tributos

A declaração do ministro Moreira Franco, de que há atuação de cartel na distribuição da gasolina, gerou críticas do setor. À Reuters, Leonardo Gadotti, presidente-executivo da Plural, associação nacional que representa os distribuidores de combustíveis e lubrificantes, refutou a acusação do ministro e afirmou que a alta dos preços nos postos está ligada à carga de tributos. “O vilão da história são os impostos, não é um problema de ponta, na ponta tem ‘player’ suficiente, o problema é a ganância do Estado, que abocanha metade do valor e não oferece nenhuma contrapartida”, afirmou.

Por que é importante

Moreira Franco informou ter feito uma consulta no Cade sobre as leis disponíveis e as medidas cabíveis para combater a cartelização na distribuição dos combustíveis

Quem ganha

O governo, que não deixa de arrecadar impostos; além das distribuidoras e postos, que demoram a repassar às bombas as quedas nos preços

Quem perde

O consumidor, que segue pagando caro pela gasolina

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 12 =

Pergunte para a

Mônica.